Aprovado projeto incluindo faculdades no Conselho Municipal de Tecnologia e Inovação

por Diretoria de Comunicação última modificação 16/10/2018 13h24
Um dos objetivos do Conselho é criar e acompanhar a execução do Plano Municipal de Inovação

Os vereadores aprovaram nesta terça (16) o projeto do Poder Executivo incluindo as universidades locais no Conselho Municipal de Ciência Tecnologia e Inovação (CMCTI). O texto prevê uma composição com até 24 membros representativos de diversos setores. Atualmente a previsão é de 17 representantes.

O secretário da mesa diretora, vereador Elizeu Liberato, afirmou que a inclusão da comunidade acadêmica engrandece e estimula estudos sobre tecnologia e inovação. “A lei do conselho foi aprovada em dezembro e agora veio essa alteração muito importante valorizando a participação das faculdades e do Instituto Federal de Educação”, comentou.

Um dos objetivos do Conselho é criar e acompanhar a execução do Plano Municipal de Inovação que deverá estabelecer as atividades e metas para o setor. A medida faz parte da estratégia da criação de políticas de incentivos e fomento voltadas para a tecnologia, a pesquisa e a inovação.

Composição do Conselho

O Conselho Municipal de Ciência Tecnologia e Inovação passará a ser composto por representantes dos seguintes órgãos e entidades: secretarias municipais de Turismo, Indústria, Comércio e Projetos Estratégicos; e de Tecnologia da Informação; Câmara Municipal; SEBRAE; FIEP; ACIFI; CODEFOZ; PTI; APL Iguassu – IT; Itaipu Binacional;

UNILA; UNIOESTE – Campus Foz do Iguaçu; Instituto Federal do Paraná – IFPR; Centro Universitário Dinâmica das Cataratas; Centro de Ensino Superior de Foz do Iguaçu; Centro Universitário Uniamérica; UNIFOZ; e até sete representantes de instituições públicas ou privadas com atuação relevante na área de ciência, tecnologia e inovação, previamente homologadas pelo CMCTI.

Diversificação produtiva

De acordo com as justificativas da administração municipal, a lei de 2017 nasceu da necessidade de o Município proporcionar um ambiente favorável à diversificação produtiva e econômica. “Incentivar a inovação, a pesquisa, a maior eficiência produtiva, novas formas de atuação nos mercados de serviços e produtos, tendem a contribuir para a geração de riquezas e avanços sociais ao nosso Município”, argumentou o prefeito Chico Brasileiro na mensagem aos vereadores.

Condomínio de Startups

Dentre as ações efetivas, a prefeitura está articulando a instalação do Condomínio de Startups, iniciativa voltada ao desenvolvimento de pesquisas na área de tecnologia. A medida integra a agenda de desenvolvimento da Secretaria de Turismo, Indústria, Comércio e Projetos Estratégicos. Para a instalação do Condomínio de Startups está prevista a reforma do atual prédio da Secretaria na Avenida das Cataratas, antigo Centro de Artesanato.

Por meio de lei de incentivos fiscais, a expectativa é que a iniciativa desperte o interesse para a instalação de empreendimentos nas áreas de comércio virtual, automação, desenvolvimento de softwares e jogos virtuais, novos produtos nas áreas de informática e telecomunicações, computação gráfica, eletroeletrônicos, gerenciamento e tratamento de dados, plataformas educacionais, mídias sociais, marketplaces, realidade virtual, startups, vídeo mapping e outras.

registrado em: ,
error while rendering plone.comments